RUA DA REPUBLICA 288 1º ANDAR CENTRO
CEP 58.010-180 JOÃO PESSOA - PB
FONE:
(83) 3241 2903
FAX: (83) 3021 2904
EMAIL:
sindacs.pb@hotmail.com

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

ASSEMBLÉIA GERAL

 
CONVOCATÓRIA
 
 
 
 
A COORDENAÇÃO GERAL ESTADUAL DO SINDICATO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDACS-PB), NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES ESTATUTÁRIAS, VEM POR MEIO DESTE CONVOCAR TODOS OS SÓCIOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SÁUDE DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, PARA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE INTERESSE DA CATEGORIA, QUE REALIZAR-SE-Á NA DATA DE 15 DE SETEMBRO DO CORRENTE ANO, NO HORÁRIO DAS 14:00HS ÀS 17:00HS, NO AUDITÓRIO DA ASPLAN, SITO A RUA RODRIGUES DE AQUINO, 267, CENTRO, Tel. (83) 3241 6424.
 
JOÃO PESSOA, 02 DE SETEMBRO DE 2014.
 
 
 
ATENCIOSAMENTE,
 
A DIRETORIA

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUI GRUPO DE TRABALHO PARA REGULAMENTAÇÃO DO PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE.


Lei institui piso salarial e diretrizes para o plano de carreira dos agentes

O Ministério da Saúde instituiu nesta quarta-feira 03/09, um Grupo de Trabalho para elaborar a proposta de regulamentação da lei que institui piso salarial profissional nacional e diretrizes para o plano de carreira dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias (nº 12.994, de 17 de junho de 2014).

O grupo terá 90 dias para apresentar a proposta contendo os parâmetros referentes à quantidade máxima de agentes passível de contratação em função da população e peculiaridades locais.

Também será atribuição do grupo sugerir tipologia de vínculo de trabalho para a contratação dos agentes, mecanismos de monitoramento do modo de contratação e critérios para a concessão do incentivo financeiro da União.

A coordenação do grupo de trabalho será de responsabilidade da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS).


Fonte:

Portal Brasil, com informações da Imprensa Nacional 

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Atenção Companheiros!

A gestão municipal não pagou o VPI conforme solicitação do Sindacs em audiência atendendo apenas a reivindicação de pagar os 20% do PMAQ/AB, dessa forma iremos convocar uma assembléia com pauta específica para deliberarmos sobre o assunto. Na próxima semana estarão chegando as convocações nas unidades e solicitamos que seja divulgado a todos os colegas.  Aparentemente alguém tentou acessar o Facebook do sindicato sem autorização (conforme um sócio propôs em um grupo da rede social) e o mesmo encontra-se em processo de recuperação de senha, solicito divulgação da assembléia pois é chegada a hora de respondermos a perda da VPI.

A DIRETORIA

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Ultimas Informações Salário de João Pessoa!

Companheiros(as),


Devido a muitos questionamentos e boatos que estão circulando vamos esclarecer alguns pontos:

Para o mês de Julho será pago o Piso 1.014,00 mais a Insalubridade 202,80 = Totalizando 1.216,80
Um reajuste de 10,61 % em relação ao salário anterior, com isso já temos o maior reajuste do ano dentre os servidores municipais. 
O SINDACS NÃO deu por encerrada a negociação e solicitamos que o mesmo dinheiro da VPI fosse creditado para os ACS de uma outra forma para termos um ganho maior.
A nova secretária de Saúde abriu um canal de negociação para esses próximos 30 dias, para que possamos discutir e criar uma outra rubrica para substituir a VPI que segundo a SMS/JP estará sendo incorporada nos vencimentos para TODOS os servidores que tinham a mesma, visto que as categorias já haviam solicitado a muito tempo, inclusive a nossa também tinha essa mesma solicitação aprovada em assembléia geral.
Estamos aproveitando uma proposta da ultima assembléia e trabalhando com a hipótese de criar o VALE ALIMENTAÇÃO em substituição a essa "perda".
Quanto aos 20% do PMAQ será pago nesse mês de agosto, com  data específica a ser definida ainda pela SMS/JP.
Como podemos ver, estão abertas as negociações e estamos avançando nessa negociação, dentro deste contexto estamos também já trabalhando o PCCR e uma POSSÍVEL MUDANÇA DO REGIME DE CLT PARA ESTATUTÁRIO e qualquer ação de mobilização feita de forma irresponsável e sem aprovação em Assembléia Geral poderá atrapalhar as negociações.



A DIRETORIA